domingo, 4 de agosto de 2013

Poesia da Vida

Nunca é sempre demais.
O que incomoda é viver as tardes de domingo
Como se domingos fossem
Dias normais.

Não deixo nada para trás.
Tudo carrego sem não apegar
Se me apego, perco.
Já não posso mais dispor.
Consciente sou que só tenho aquilo
Que de fato posso dar.

Neste mundo teimoso,
Moderno é ser rancoroso.
É não parar, é não pensar.

É achar que tudo é indireta,
É fazer da poesia, rima incorreta.

É não deixar brilhar
A próxima página do romance

Que estamos prestes a virar.

Lucas Badaró

Nenhum comentário:

Postar um comentário