quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Não à criminalização dos movimentos sociais

Agora, às reivindicações do professores, soma-se mais uma: a não criminalização dos movimentos sociais. A greve dos professores não é ilegal. Ela é constitucional e a categoria cumpriu todas as exigências da legislação diante da decretação de qualquer movimento. E quanto ao argumento do Des. Leite Albuquerque, que pena que este membro respeitável do judiciário cearense veja os alunos da rede pública como meros comensais ou miseráveis famintos, arguindo tese em que a escola, antes mesmo de lugar para exercício da cidadania é apenas um simples refeitório.

Nenhum comentário:

Postar um comentário